Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Município de São Miguel da Boa Vista se prepara para volta às aulas

Publicado em 01/02/2022 às 20:25 - Atualizado em 01/02/2022 às 20:25

Em São Miguel da Boa Vista na próxima segunda-feira (07), começa o ano letivo na rede municipal de ensino. De acordo com a secretária da Educação, Odete Conte todos os estudantes terão que seguir os protocolos de segurança em relação a Covid-19.

Pelo período da manhã as aulas são das 7h30 até às 11h30, para as turmas do 5º,4º,3º anos e pré II e I e integral I e II;

Na parte da tarde das 13h às 17h frequentam a escola os alunos do 1º e 2º ano, maternal I, II e III além do berçário.

Os profissionais da Secretaria da Educação pedem para que os pais ou responsáveis prestem atenção nas seguintes orientações: Comparecer na escola no horário de início da aula; usar álcool gel e lavar as mãos; usar máscara o tempo todo; ter sua garrafinha para água; não compartilhar objetos ou material com colegas; em caso de sintomas, ficar em casa, avisar a escola e procurar orientação da saúde.

“É muito importante que os pais orientem seus filhos sobre os cuidados para evitar contaminação do coronavírus e que a partir do início das aulas as crianças possam colaborar e se proteger”, ressalta a secretaria pedindo também para que os pais ou responsáveis repassem as orientações. “Elas ajudam a preservar a saúde de todos e a orientação da família e da escola é importante. Esperamos todos na escola, com todos os cuidados e com muita vontade de estudar e aprender nesse ano de 2022”, comenta.

Transporte escolar

De acordo com os profissionais da Secretaria da Educação o transporte escolar continua o mesmo trajeto de 2021. Os alunos da área urbana devem se deslocar de suas casas até a escola e da escola para casa a pé. “Pois nesse início de ano precisamos observar qual a lotação de cada veículo para maior controle de quantidade de crianças e lotação. Contamos com a colaboração das famílias”, finalizam.